GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

FEROMONAS

Há cheiros que explodem nas narinas
Forçando sentidos em dança animal
Pele com pele

Cheiros de toque entre corpos
Por entre mãos dançarinas
Em bailado sensual
Húmido mel

Cheiro da mulher excitada
Beijada em seus recantos
Docemente tacteada
Dóceis encantos

Cheiros de homem devorador
Pénis em riste doido tesão
Olhar de adorador
Em sagrada excitação
Boca sedenta
Pele suor

Cheiros de vagina sanguinolenta
Rendida ao prazer dor
Vibrante oferecida
Ofegante
Sentida
Flor
Cheiro de enlace em movimento
No encaixe trémulo inebriante
Do corpo e olhar sedento
Roçando fluídos sensualidade
Dança de respiração ofegante
Na troca de línguas sexos oralidade
Em cheiros de odor estonteante

Cheiro de amante

Aos cheiros permitida
Como oferenda de amor
Prece feromonas calor
Em fogo lento consentida
Das chamas de cheiros maiores
Nas brasas ardentes do desejo
Rubras humedecidas pétalas de flores
Nos cheiros mais intensos de um beijo
Onde se perdem tantos amores
musa & Moro

2 comentários:

Anónimo disse...

deixaste-me com fome de sentir o cheiro de uma mulher na minha boca
fatias

MUSA RENASCENTISTA disse...

Da tua fome... sacio meus sentidos...

Deixas-me com fome de palavras no salivar de actos consentidos...

Fome partilhada em poesia

Beijo poético

musa