GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

ABRAÇO DE LUA

… um dia... um dia tudo serão palavras entre escolhas feitas e por fazer... e dos versos mais latejantes no pulsar de todos os sentidos ficará o teu sentir...
Uma lua por cumprir
Musa ninfa deusa Bárbara
O nome feminino mais carnal
A Ágora de Atenas
Assim o fizeste sentir
Como ouro de Micenas
O dilacera em poemas
Afiado gume do punhal
Em tua vontade consentir
Inquietos incisivos cortantes
Esses doirados sentidos
Quentes latejantes
Ousados destemidos
No embargo levantado
A todos os amantes
O abraço provocado
A outros sentidos caminho
De desejos delirantes
A uma lua de destino
E os dois caminhantes
Assim descobertos
Por uma lua de sentidos
A coberto da noite secretos
Sonhamos ao luar
Nossos sussurros gemidos
Deixamos acontecer
Todo nosso imaginar
Numa lua de prazer
musa

2 comentários:

Filipe Campos Melo disse...

Talvez no fim restem só as palavras

Belo, sensual, profundo, teu poema

Bjo.

MUSA RENASCENTISTA disse...

Grata em poesia Filipe...

pela ousadia das palavras no dorso do verso cavalgado de sentires...