GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

NOIVA SEDUÇÃO


Transtornada alma em cio

Em comunhão de sentidos

À flor do leito do rio

De desejos tidos

Meiga emoção

Escorre paixão

Água amor

Sal e tesão

Doce torpor

Sedução



Seduzido corpo em núpcias brancas

A pele já despida de carícias tantas

Tomba pelo chão alvo vestido

Toma-lhe a nudez sentido

Mãos quantas

A fazem sentir

Noiva amada

Sem o pedir

Casada



Sem o querer

Sem o temer

Sem o dever



Urge a vontade em prazer

Despir o vestido branco

E num beijo suster

Brisa manto

A cobrir

Sentido



A paixão do ritual é tanta

Que nas mãos essa nudez branca

Parece virtude pecado

Intenso provocado

Romance secreto

Sentir desperto

Sensação

Sensual

Do não



E começas a despir devagar

Os ombros nus invadidos

A tua boca a naufragar

Em mares consentidos

Provocam vagas trepidação

Levantam ondas agitação

Num ondular noivado

Acasalar encontrado

Em prazer tesão



Noivado de sentidos ardentes

As tuas mãos e dedos quentes

Passeiam-se devagar

A pele a latejar

Suores melados

Roupas franquear

A nu a vontade

Ao fundo do olhar

Subtil liberdade

Doce cansaço

Renovado sim

Um beijo abraço

Matar saudade

Enfim



musa

2 comentários:

Vilmar Barros de Oliveira disse...

Oi Ana,
Não me canso de ler e me deliciar em seus poemas repletos de sensualidade e gozo.
Ah meu coração que fica sempre enlouquecido ao te ler...
Beijo molhado.

MUSA RENASCENTISTA disse...

Alma Zen... em busca de cálidos sentidos onde desejo e prazer se unificam de poesia... sensual loucura de sentir...