GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

ÍNTIMA OUSADIA

Na lonjura do teu abraço furtivo
A ousar sentir o fogo aceso
Ao teu querer ousado desmedido
O braço estendido longo teso
A aflorar meiga excitação
Ao meu olhar surpreso
Por tão doce e intima sedução
De libertar desejo preso
Na extremidade florida da tua mão
Em tão louca cumplicidade
A loucura docilidade
Intimidade
Do tesão

Brilham os teus olhos na escuridão
Exíguo lugar onde nos queremos
Essa vontade que nos olhos temos
Deixar desabrochar essa paixão

Foi uma noite de doçura
Todo o amor que nos tivera
Na pele dos sentidos perdura
Fantasia real quimera
No escuro brilhando alvura
Entre beijos e amassos
Caricias fogo tormento
Nos tivemos em abraços
E ainda estás no pensamento
...

musa

2 comentários:

Jorge disse...

Deixas-me o cacete alatejar, tenho que te levar comigo...

MUSA RENASCENTISTA disse...

Gostei do teu blog... boas leituras...

bj