GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

terça-feira, 23 de novembro de 2010

RAPIDINHA

Bancos da frente
Por bancos traseiros
Proposta indecente
Beijos certeiros
Desejo acontece
Corpo estremece
Querer
Ousar
Prazer
Amar
A pele liberta
Mãos que afagam
Volúpia secreta
Bocas que tragam
A magia desperta
Sentado
No colo oferecido
Provocado
Sentido
Louca penetração
Excitação e medo
Vibra tesão
O nosso segredo
Nessa rapidinha ardente
Do banco de trás
Para o banco da frente
O que sedução não é capaz
Quando desejo
Tudo consente
E começa num beijo
Húmido e quente
musa

2 comentários:

Antonio Mariani disse...

Poesia forte di sensualità, forte desiderio bramoso.
antonio

Anónimo disse...

rapidinha para passar a 1ª sofregidão para depois fazer com calma e apreciar cada toque.
fatias