GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

LITURGIA CORPORAL

Por cada palavra em teu corpo ritual
Faço da tua pele meu altar
E poro a poro invento sentido carnal
Enlaço mãos e clamo orar
Fundido olhar
Fatal

Morres-me no instante louco do beijo
Desse excitado e amante desejo
Profundo intenso descomunal
És todo em mim gemidos
Ousadia de sentidos
Gozo colossal
Rendidos
Ao sentir

Escrevo no teu corpo feito de tesão
Tinta ruborizada do sangue fervente
Queima na boca faminta excitação
Que toda a pele consente
És puro desejo escrito
O corpo quente
De tesão descrito
Cálido dormente
Doce entrega
Ao beijo se apega
Para ser somente

Loucura
Ternura
Candura

O que mão boca olhar sexo sente
Em tão doida liturgia procura
A emoção que perdura inocente
A prece que com sentidos se tece
Em altar de rendição
Ergue a taça e desfalece
Num instante de perdição

musa

1 comentário:

lilian disse...

Lindo ..Musa!!!

Sensibilidade e sensualidade à flor da pele!!
Beijinhos