GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 6 de abril de 2016

LAMBER

"Desejo, Corpo, Sentir...
O que nos une no segredo das palavras...
E um único momento em que existimos, profanação do silêncio...
E a tua voz mel, tão delicada como as palavras que escreves...
Poesia, onde haveria um orgasmo... se aí estivesse...

És linda...

Beijo-te...
Ant"

LAMBER

Lambo a rasura infinita
Aberta entre as tuas coxas
A palavra erudita
O silencio a pingar
A loucura do olhar
Tecendo a seda dos sentidos
Com um fio da tua saliva
A pele do sentir a ofegar
Na teia rio de gemidos
A tua língua viva
Os teus dedos perdidos
Da tua mão apertar
Insistentes repetidos
Doido querer
A boca a divagar
Em silenciado prazer
Insustentável toque luz
A caricia que seduz
Lambida vibração
Delicia que induz
Tremor excitação
Doce lamber
As coxas a tremer
Um gozo mais que profundo
Do verbo estremecer
Essa erudição do mundo
Que todos querem aprender
...
musa

1 comentário:

Jorge disse...

É tão bom lamber...