GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

NÍVEL DE PRAZER

Desarma-me a pele
em cegos sentidos
cordas de mel
dando-te prazer
abraços de linho
fios de algodão
envolvendo de tesão
teu corpo de arminho
elegante despudor
suave torpor
eleição da tua boca
deixando me louca
em dança de amor

aranha flor
enclausurada dor
casulo de nós
fio da voz
emudecida
gozo rendida
devoção
apetecida
rendição
fugaz toque de pureza
imprime o tacto
docil acto
dura subtileza
impermanência do sentir
habil dureza
dor a consentir
gozo desmedido
ilusão do sentido
faz e desfaz
casto e sedento
leve como o vento
ser capaz
nivelar o prazer
na boca a endoidecer

toque de fogo
iniciação
lanho visceral
carvão prazer
tesão
desfloração
excitação
entrega crua
missiva nua
despudor
magia
amor

serva
luz
sentença
seduz
sensual
prazer
morde
a fome
endoidecer
dome
sentido
gozo pedido
lento gemido
puro tesão
louca emoção
aturdida
desmedida

altar de prazer
rendição
oração
palco dos sentidos
doce endoidecer
submissão
gozos e gemidos
rendição
entrega
sem regra
esfrega
castigo
desaceleração de perigo
ao teu olhar de paixão

de trela na mão
...
musa

2 comentários:

João Vaitu63 disse...

Muito bom .. quem me dera ter uma musa que me deixasse ter esta fantasia .. beijinho

Orlando N. disse...

Momentos...de entrega e posse. Controle/descontrole. É mesmo isso. É assim intenso como o sentiu ao escrever

Um beijo