GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

domingo, 21 de setembro de 2014

TESÃO

Enches-me de tesão com os teus poemas

acordo molhada... com vontade de te ter... na mão... todos os orgasmos líquidos que possas fazer acontecer

Se visses o estado em que estou

Ai se os lençóis falassem
Odores a cio em território de sonhos
Manchas de humidades reais
Impressões divinais
Impregnadas de sensações e sentimentos
Devaneios
Insanos prazeres
Luxúria

"Entregou-se tanto ao vício da luxúria que em sua lei tornou lícito aquilo que desse prazer, para cancelar a censura que merecia."
Esta divina comédia é dantesca

O paraíso existe onde o jardim da tua alma desabrocha aromas de prazer...
Inspiras me... vai dar poema...

O aroma dessa flor, que o teu martírio encerra,
Se imortalizará, pelas almas disperso:
- Porque purificou a torpeza da terra
Quem deixou sobre a terra uma lágrima e um verso.

Tão belo...

Olavo Bilac, o brasileiro

Se o martírio da flor encerra delírio prazer
Em toda a terra despida delira a nudez
Quando o vento desnuda pétalas da flor e a faz endoidecer
Cora a brisa em pensamento e timidez

 Deus abaixo das estrelas fez coisas de endoidecer, criou flores, entre as mais belas... e a flor mais bela: tu

És o meu poema...
... ainda por escrever...
...

musa

1 comentário:

João Vaitu63 disse...

Parabéns .. gostei muito dos dois poemas dos dois autores ..