GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 6 de abril de 2011

PROVA-ME

Em contornos vontade corporal
Retornos duma utopia de sentidos
Magistral poesia de imensos quereres
Trazendo maresia de cheiros intensos
Densos dizeres cios incontidos
Prova-me desejos devaneios
Instantes beijos furtivos
Suaves doces enleios
Acometidos

Lambe-me a pele na ponta da língua afiada
O gume santificado do desassossego pervertido
Num eixo de êxtase em gravidade ousada
Percorre-me o corpo num só sentido
Sorve-me adentro fluidos espessos
Faz-te margem leito do meu rio
Nos teus dedos largos possessos
Enche-me a alma o todo vazio
Desagua-me com calma
Prazer escorregadio
Mão me acalma
Onde me sacio
E fantasio
A alma

O querer inteiro submisso prazer
Derradeiro sentido a me provar
Com todos teus gostos despertos
A pele poro a poro a endoidecer
Com todos teus desejos secretos
Onde sacio todo este amar
Provando-me no teu querer

De mim te saciar

musa

1 comentário:

Navegante Del Alma disse...

Amo leer poemas en tu lengua, y particularmente tu forma de escribir me cautiva.
Es todo un gusto pasar por aquí.
Un beso desde Argentina.