GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quinta-feira, 14 de julho de 2011

DESPE-ME

Há um conflito nos teus dedos
Um universo feito espartilho
Corpete de muitos segredos
Que contigo partilho

As meias de seda preta
Estrelas tombadas
Asas de borboleta
Das pernas roubadas
Em pose discreta

Despe-me diante do teu desejo
Solta-me dessas amarras de seda
Rouba-me lentamente num beijo

Das cores negras do vermelho cetim
Corpete e meias onde estou presa
A pele perfumada baunilha e jasmim
Despe-me a vontade acesa em mim
musa

2 comentários:

Layz Costa disse...

hummm, adoreii...
seguindo vc...

MUSA RENASCENTISTA disse...

Grata em poesia

Também gostei de seus devaneios literarios

carinho de musa