GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

DELEITURAS

A alma pede as palavras
Deleites ousados
Leituras compaginadas
Sentidos provocados
Dançam no olhar
Desliza erótica a mão
Folha a folha acariciada
Olhos devoram sedução
Mãos na pele acetinada
Jogo de prazer
Papel e seda pura
Fazem a pele estremecer
Imaginando a loucura
Todo o tesão paginado
Um livro por abrir
Desejo provocado
Muito antes de o sentir
Em deleite descrito
Quase um rito
Deixo-me ler
Doce leitura
Feita prazer
Feita loucura
musa

2 comentários:

Anónimo disse...

que bela poesia, inspiradora e uam bela maneira de começar a tarde.
fatias

MUSA RENASCENTISTA disse...

a poesia dos sentidos é intemporal... a tarde o poético sentir da imaginação numa imagem inspiradora...

Grata por me leres... bjinhos