GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

SEI (… sabes… para ti)


Sei do teu desejo
Igual o meu
Ávido beijo
Excita-me o teu desejo
Fêmea esperando o macho
Instante ensejo
Flor vermelha
Cio centelha
Coxas quentes esperando o meu corpo
Para se abrirem e revelarem a origem do mundo
Rara flor em misterioso horto
Onde me enterro e afundo
Beijo te

Sei do teu sentir
A origem do mundo
Nesse combalir sereno profundo
Despe-me com a tua boca
Exalando fenos agrestes
Flores silvestres
Escarpas salgadas
Suores odores
Exóticas algas
Sopros amenos sobre areias lavadas
Pingos de chuva em doce prado
Areal humedecido
A tua língua o cardo
Despertando o meu sentido
Beijo te
musa

1 comentário:

EU disse...

Tivesse eu tempo para reler. Uma só leitura não chega para "beber" os sentidos versejados...

Por aqui me "perdi" em admiração poética.

Parabéns por tão bem escreveres os sentidos enlouquecidos.

Bjo :)