GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

VERSÁTIL EROTISMO


beijo... quente... ousado...
saboreado a dois… entre palavras
numa dança de sentidos… sente
uma moura encantada na tua noite...
dançando flamenco esvoaçando entre véus... vermelhos
delirante sapateado sobre o teu corpo
trazendo imagens do que já sentimos como reflexos de espelhos
do que fomos abrindo asas sobre a pele dos céus
em voos rasantes sobre a pradaria dos nosso corpos
sentir como gostaste de me sentir forte em ti
qual garanhão amansando a fêmea...
e a fêmea sentindo o poder do seu macho
e o cio e o sémen numa fusão de pele e sentidos e o poder do sentir...
ardendo em desejo...
intensas e fortes estocadas... e ousado o beijo
o teu sentido de posse... o doce arrojo de macho
entre velas acesas degustada sobre a mesa em beijos de renda
e tu… numa passividade contida… sendo a minha prenda abrindo-te para o teu macho... a voracidade de fêmea em ser comida...
consentida... a tua espada em cadência do meu desejo...
rasgando a tua pele... louco ensejo
fundindo amalgama mel de prazer nas entranhas e no olhar
encaixando os sexos desejosos...
enterro-me em ti... espirituosos
sentes o vigor da minha penetração
como um fim de tarde em rubros tons incendiados aceitando a noite nessa fusão sinto a vontade da tua inquietação domar-me de excitação...
humm... provocando-te o desejo do clímax... da sensação extrema
como chuva miudinha caindo do céu da tua boca... da tua pele serena em provocada sedução...
o sabor do meu sexo... pingos salgados de prazer...tocando a tua pele...
doces odores acalmando o corpo semeado de toques em aplacado desejo e mel
pele rosada... do fluido do sangue que transborda de prazer
macios recantos na luminosidade da tua mão incendiada fazendo sentir… querer
desenlaçando veias vibrantes de fogo preso possuída de vontade no sexo aceso...
debruço-te...
sentes o meu sexo a palpitar contra ti... latejante…
serpenteias… lateja de sentir e desejo delirante
enterro-me em ti sem aviso
intenso... forte...
domando-te
possuindo
voraz aplacável possessivo somente sentindo
segurando as tuas nádegas contra mim
sentido a estocada no fundo de ti
levo a marca do lado obscuro da tua posse
leve reprimenda de desejo... que senti
sentindo o teu macho
a fome desperta em fogueira de loucas labaredas fazes-me sentir como me desejas...
invade-te a sensação louca da posse...
nos seios desnudados procuras a pele que cubra a tua mais insaciável loucura
és minha naquele instante de emoção e ternura
faço-me na dureza da tua língua na ponta dos teus dedos desflorando pecados escondidos
procuro desflorar todo o teu corpo...
busco prazeres obscuros em ti entre olhares pervertidos
faço-me flor desabrochando pelo teu olhar que me tem despida e nua perante ti em instantes perdidos
nos teus olhos há reflexos de desejos renascendo...
loucos desejos... florescendo
fome de ti...
hummm
recordando horas de um tempo já vivido...
e delicioso e voraz tempo esse consentido
na descoberta na surpresa no embate de sentidos
na audácia...
no tesão....
na malicia…
no tesão
no desejo...
na loucura que deixamos acontecer
hummm
sinto tesão em mim agora… doido prazer
quero-te...
vontade de foder contigo agora
...
hummm... assim com intensidade
musa versus Braço do Douro


3 comentários:

Antonio Mariani disse...

avvolgente sensualita'.ciao!
antonio

MUSA RENASCENTISTA disse...

Caro António

Ringraziato per la vostra sensibilità di poesia dei sensi che vogliono a voi molta ispirazione...

musa

Ricardo Miñana disse...

Hola guapa, hermoso y sensual texto
las imágenes muy sugerentes.
que tengas un buen fin de semana.
un saludo.