GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 14 de março de 2012

JARDIM DO LARANJAL

Paixão sentida no laranjal
Como dois adolescentes
Sentia as tuas mãos quentes
A desflorar meu madrigal
Nesse jardim proibido
Deslizando teu olhar perdido
Sobre o meu consentido
Nosso corpo sobre a esteira
Doce olhar embebido

Pele perfumada flor de laranjeira
Os beijos húmidos de doçura
Voz silenciada no sentir comovido
As mãos perdidas em loucura
Percorrendo caminhos dessa maneira
Desperto em tanto afeto repetido
Em dança sensual de ternura

E a frescura das laranjas na pele suada
Imaginando outras curvas de sedução
As mãos a língua enfeitiçada
Pelo odor calor de intenso tesão
Debaixo das folhas da laranjeira
Sussurros gemidos de sim e não
Em doce tremor de excitação

Todo o laranjal rendido
Ao nosso desassossego
Teu meu olhar comprometido
Entre a hesitação
E o frágil medo
De viver essa paixão
Esse querer consentido
Em rios de prazer
Desmedido
musa

2 comentários:

Anónimo disse...

humm. tocar as laranjas, descaca-la, beber sofregadamente o sumo que sai da laranja ate a ultima gota.
beijo
Fatias

MUSA RENASCENTISTA disse...

Pensando em ti... Moro

Numa loucura de chocolate com gomos de laranja e um morango marcando os pontos cardeais do meu sentir...

Beijo Cointreau

musa