GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quarta-feira, 30 de março de 2016

CASUAL

CASUAL

O instante que queremos de tanto querer
Conspira inventado o delito casual
E tudo acontece ao fazermos acontecer
Há no universo fortuito intenso carnal
Esse olhar no meu o teu a endoidecer
E a mão a resvalar em caricias ternura
Uma sede evolutiva amante animal
Mão na mão e depois atrevida a descer
O instante estremecer começa a loucura
Um gemido um pedido um sentido o prazer
O mel o beijo o desejo a pele a doçura
Os dois na entrega das bocas em acção
Cega vontade que delira na imaginação
O gozo sabor gosto da terna sedução
Olhos nos olhos e dedos entrelaçados
Corpos unidos em respiração entranhados
Louca e doce segredos da fome excitação
Os nossos pecados
A insana emoção
De cansados
...

musa

2 comentários:

Jorge disse...

Deves ser pouco fresca, deves...

:))

MUSA RENASCENTISTA disse...

bien au contraire mon cher... hot hot hot... :)