GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

segunda-feira, 14 de março de 2016

ESPERO-TE

ESPERO-TE

Espero o teu corpo sem tempo
Numa fome sem fim
Numa hora que há-de vir
Numa excitação sentimento
Num instante de mim
Num elogio à vontade
Num segundo a sentir
Adentro a tortura da saudade
Num elogio à loucura
Num elogio ao silêncio
Adentro a doçura da felicidade
A esperar-te um corpo adormecido
Com as mãos que lá deixaste
Resquícios de amor e docilidade
De beijos com que o amaste
E ainda o olhar perdido
A segurar as pernas a tremer
Nos lábios o ultimo vagido
Da memória do prazer
Intensamente sentido
Dócil mundo
Gemido profundo
Acontecer
Suspiro
A esperar-te porque sempre vens
Na pele das lembranças respiro
Quase a endoidecer
A lembrar-te
Enquanto viver
Sempre me tens
A esperar-te
...

musa

2 comentários:

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Hummmm.....eu te espero o tempo que preciso for!!!

MUSA RENASCENTISTA disse...

NUDEZ DE SENTIDOS

Despe a tua pele com a vontade cheia de mim
E com a tua alma enchente do meu ser
Despido e quente o teu corpo a estremecer
Cobre-me os sentidos com a enormidade desse querer
Abraça-me em gemidos de uma saudade sem fim
Os dois perdidos em nudez a endoidecer
Há-de ser assim

Como acontece imaginar
A suavidade e o calor ao toque de cetim
As mãos despidas sobre a pele cheia de ti
Aroma de rosas floridas e jasmim
E um desejo imenso no teu olhar
A sedução que aprendi
Com teus olhos a me excitar
Como se me fosse vestir
A excitação a ousar
A vontade a consentir
Loucura emoção
Ternura tesão
Doce gemer
Nu prazer
...
musa