GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

segunda-feira, 7 de março de 2016

OLHAR TÍMIDO - Je fais souvent un reve etrange et penetrante.....



OLHAR TÍMIDO

Se nos meus olhos tímidos houver
Sei lá o que vês neles que eu não vejo
Meu corpo e alma de mulher
E todo teu mais inquieto desejo
E a boca a murmurar o beijo
A vontade mais do que o silêncio se o disser
Instantes de bravia timidez
No olhar uma razão qualquer
Amantes de pura poesia insensatez
A profundidade do querer
Pela intensidade do prazer
Não é amor não é paixão
É simples encanto de nudez
Tímida endoidecida excitação
Sem noção real do que se fez
Caminhos de aventura e sedução
De tão doce e carnal talvez
Sentido de pele e ternura
A nossa maior loucura
...


musa

4 comentários:

Jorge disse...

Só uma palavra: Fantástico!

(não admira pois que o amigo PDR anda apaixonado pela Musa)

:))

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Apaixonadíssimo.... quero até fazer um poema para ela!!!

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

"Não tens tímido olhar
Tens apenas a ternura do sonhar.
Sonhar sonhos estranhos e penetrantes...
Sonhos que duram apenas instantes.

Quisera eu ser o dono de teus sonhos e sonos...
Teus verões, primaveras e outonos...
Teu mais íntimos instante e momento...
Fazer de teu corpo meu alimento".

MUSA RENASCENTISTA disse...

Gosto da sensualidade atrevida
Com que brindas excitação
Talvez a melhor prenda da vida
Quando oferecemos o tesão :)

Talvez de todas as estações
O calor frio intimidade
A renovar delitos e paixões
Em luxúria cumplicidade...

Beijo poético da musa