GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

sábado, 26 de fevereiro de 2011

ACORDAR CONTIGO

Amanhece em tua pele
Um sol suado e quente
Sinto-lhe o cheiro colmeia
O favo rendilhado de mel
De quem respira e sente
Tanto fogo que se ateia
Desse corpo ainda dormente

Acordar contigo
Nunca sonhos tão inspirados
Acomodaram meu doce abrigo
Nos teus braços tão apertados
Fui mulher amada

Louco sentido
Adormecido

Acordar ao teu lado pele suada
Toda nua ardente afogueada
E a vontade ainda dominada
Pela tua pele entesada
Na minha provocada


Se eu não te amasse tanto assim
Se eu não te tivesse tanto em mim
Alimentada de sonho e frenesim
Como poderia não acordar
E sentir tanto desse amar
Pela noite quieta silente
Mal desperta dormente
Os dois colados
Abraçados
Amados
Dados
musa

3 comentários:

Celso Mendes disse...

Amanhecer assim é nascer de novo...

belo poema!

Beijo!

jose plauto disse...

FESTA MESMO DE UM AMANHECER... É VC SE LAMBUZAR DE AMOR COM A POESIA DE UM ORGASMO...

MUSABABI ana bárbara santo antónio disse...

Amanhecer fazendo pele em poesia de doces orgasmo poetados em sentidos...