GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

VALE DE LUA

Onde o teu olhar se perde
Resvala por entre a loucura
Querer saciar a tua sede
Onde humidade perdura

Vale profundo apetecido
Origem do mundo
Onde começa o sentido
Intenso profundo
Humedecer

E correm rios de tesão
Por entre sedas rendas e ligas
Caminhos de sedução
E o teu olhar a endoidecer
À espera que me digas
Alivia a minha mão
Deixa-me no teu caule florescer
Deixa-me crescer mais e mais
Deixa-me uivar de prazer
Entre espadas e punhais
Unhas vermelhas de desejo
A pedir te só um beijo
Em vale de lua desinquieta
Que o teu olhar em mim desperta
Querer intenso profano
Querer imenso insano
Quartos de lua por abrir
Outros desejos por sentir
Ser a tua mais doce fantasia
A tua lua ousadia
Nas tuas mãos e boca
Deixar-me vir e vir
Como louca
musa

2 comentários:

Lord disse...

Caríssima....

Como é teu apanágio... é deslumbrante a carga de realismo que incutes nas palavras..

Realismo intenso e "quase" simultâneo.!

Lord

MUSA RENASCENTISTA disse...

Grata em poesia de sentidos...

carnal poético de sensual sentir...

pura sedução com palavras imagens e muita fantasia...

beijo poético