GRÃO DE MALÍCIA

A minha foto
Miramar, Norte, Portugal
GRÃO DE MALÍCIA … poemas escritos de desejos e divagações... onde está a poetisa... que vai escrever os poemas memórias de sentidos tidos… onde está a poetisa...que escreve poemas, nua ao pé da cama, que os interrompe para beber inspiração? … sou apenas quem está mesmo por detrás de ti... com a boca colada ao teu ouvido, segredando-te pequenas coisas que tu sentes...de olhos fechados. ana barbara sanantonio

terça-feira, 21 de junho de 2011

AJOELHOU TEM QUE REZAR

Aos teus pés em gozo prece
Esplendorosa vulva oração
Queima em círio prazer
Onde desejo acontece
Orvalhado tesão
A resplandecer

De joelhos seguro círio possante
Pinga deleite humedecido
Escorre da boca ofegante
Sob o olhar embevecido
No altar amante
Onde beber

Teu dócil rejuvenescer
A essa prece sentida
Faço-te ser diamante
Minha pérola perdida
Em fundo de mar
Longínquo distante
Possa te amar
Diante do altar sacro profano
Em frémitos carnais o doce beijo
De todas as bocas o mais mundano
Ajoelhada sem pudor ou pejo

Suspiros de gozos infinitos em frenesim
Vaivém doçura sobe aos céus em explosão
Devaneios em lábios de ternura carmim
Caminham desnudos tácteis duros erecção

Oração de sentidos rogo meu silêncio
Inaudito pecado expiando prazer
Em gulosa boca sussurrando
No teu beijo me deixo perder
Quase vir quase amando
Os lábios que me têm
Doido de morrer
De mim se vêm
Sem querer
musa

1 comentário:

O Santo Diabinho disse...

Musa

Delicia de descrição...
Tentadora

Bjs